A questão racial no Brasil: há o que celebrar? | com Luiz Augusto Campos | 203

Em 20 de novembro o Brasil celebra nacionalmente o Dia da Consciência Negra. No país que mais tardiamente aboliu a escravidão, onde desigualdades raciais são abissais, tanto econômica como socialmente e nos direitos humanos, há o que celebrar? Devemos ser otimistas ou pessimistas?



Nos últimos anos, diversas políticas têm sido adotadas para mitigar o problema. É o caso das cotas raciais no ensino superior e no serviço público. Também no âmbito empresarial há iniciativas voltadas ao aumento da diversidade racial e de gênero, um novo mantra do discurso corporativo.



Qual o alcance dessas medidas? Elas de fato alteram o cenário das relações raciais no Brasil, ou atingem apenas pequena parcela da população, em particular no alto da hierarquia social?

É preciso lembrar também que a população negra é a mais vitimada pela violência de um modo geral e pela violência estatal, em particular. As polícias matam mais negros, a despeito do paradoxo de serem as corporações estatais com maior participação de negros.

Na política institucional há um grande déficit de inclusão da população negra, com a sub-representação de negros em postos eletivos executivos e legislativos, bem como nas posições de direção dos partidos. Candidatos negros são subfinanciados em suas campanhas, a despeito de decisões da justiça eleitoral determinando o contrário.

Para discutir tais temas, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe o sociólogo e cientista político Luiz Augusto Campos, professor do IESP UERJ, coordenador do GEMAA, editor da revista Dados e autor de importantes trabalhos sobre o assunto.

Recentemente Campos, junto a outros autores, publicou dois livros sobre a temática: "Raça e eleições no Brasil" e "Ação afirmativa: conceito, história e debates".


As músicas deste episódio são "Madam Wahala Beat", de Nana Kwabena, e "Kula", de Topher Mohn & Alex Elena.


Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital.


Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar!


Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política.

Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, Antônio Silva, Aloisio Júnior, Teresinha Braga de Moraes, Cláudia Kerber, Yada Carlos Alberto, Brasílio Sallum Jr., Bárbara Mota, Fernanda de Andrade, Maria Helena, Rafael Barreto da Silva, Cesar Dantas, Ana Maria Pimenta, Bruno Borges, Maurício Roberto Monier, Fábio Lopes Alfaia, Pedro Raúl de Paula Góes, Clalter Rocha Melgaço, Gustavo Sousa Franco, Alan José da Silva, Ângelo Roberto Neia Meneghelo, Maria Cristina Salomão Gimene, Gustavo Sousa Franco, bem como a todos e todas que têm apoiado por meio do botãozinho do "Valeu Demais". 💛🧡💛🧡💛🧡


Há quatro formas possíveis de apoio.


1. Valeu Demais: Fazendo uma doação pelo botão botão do coraçãozinho ❤️ do "Valeu" no YouTube. Você determina o valor.

2. Clube dos Canais: Tornando-se membro do canal 🥇no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join

3. Benfeitoria: Fazendo uma assinatura simbólica 🗞️ do #FPNS no Benfeitoria.com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao

4. PIX: Por meio de PIX 💰. Chave PIX: ✉️ contato@foradapoliticanaohasalvacao.info


#Racismo #DireitosHumanos #QuestãoRacial #Raça #Etnia #CotasRaciais

#Política #AnálisePolítica #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #CiênciaPolítica 


























 

Comentários

As mais lidas

As falas do presidente e outras falas | com Nara Pavão | 171

Que presidencialismo é esse? | com Andréa Freitas | 181