A reação antigênero | com Flávia Biroli | 134

O avanço de uma agenda igualitária de direitos relacionados a gênero tem um sentido claramente democrático. Por isso mesmo, a reação ultraconservadora a ela representa mais uma faceta da recessão democrática que marca nosso tempo.

Essa agenda democratizante tem diversas dimensões: direitos reprodutivos, casamento igualitário, valorização da diversidade, educação voltada para a tolerância. Pois a reação a essa democratização ataca cada um desses pilares, denunciando uma suposta "ideologia de gênero".


 

No âmbito internacional, um marco desse processo de afirmação de direitos foi a "IV Conferência Mundial sobre a Mulher: Igualdade, Desenvolvimento e Paz" das Nações Unidas. A ele se seguiram outros avanços no âmbito de organismos transnacionais.

Não à toa o reacionarismo contemporâneo vê nos órgãos multilaterais um inimigo "globalista", que faz avançar o "marxismo cultural", em que a questão de gênero ocupa papel central.

Mas afinal de contas, qual o sentido dessa democratização? E qual o significado dessa reação?

Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe a cientista política Flávia Biroli, professora da Universidade de Brasília, ex-presidenta da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) e uma das principais referências brasileiras dos estudos de gênero.

Twitter de Flávia Biroli: @FlaviaBiroli

Músicas deste episódio: "Dakar Flow" e "Love in México", de Carmen María & Edu Espinal.

Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital.

Agradecemos aos novo apoiadores do Fora da Política Não há Salvação: Solange Monteiro, Fernanda Loschiavo Noni e Maurício Borges Silva.

Apoie o  e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais  relacionados ao tema do canal: a política.

Há três formas possíveis de apoio.

#Gênero #LGBTQIA+ #DireitosdeGênero #Democracia #Sexualidade #IdeologiadeGênero #Conservadorismo #PânicoMoral #DireitosHumanos #ONU #Feminismo

 

 



























 

Comentários

As mais lidas

Como destruir um pais | publicado originalmente no Valor Econômico em 07.01.2021

O governo dos invertidos | publicado originalmente no Valor Econômico em 17.12.2020