Ciência, pseudociência e política | com Ricardo Galvão | 141

Ciência e política frequentemente se encontram. O conhecimento científico é primordial para embasar políticas públicas, assim como o incentivo à produção científica é uma política de muitos governos.

Contudo, a interação entre ciência e política não se encerra aí. A ciência pode ser instrumentalizada por políticos para fins eleitorais e para o exercício do poder contra seus adversários.

Além disso, argumentos pseudocientíficos também são utilizados para persuadir os cidadãos e atingir fins políticos. A pseudociência é traiçoeira justamente porque tem aparência de ciência, sem que realmente seja. Serve para enganar os incautos assim como a sofística, que se faz passar por filosofia.


 

Governantes populistas autoritários têm uma relação problemática com a ciência. Por um lado, tendem a vê-la apenas como um instrumento para ganhos imediatos. Por outro, desdenham dela e a atacam, quando suas descobertas contrariam os interesses dos poderosos e de seus amigos.

Além disso, governantes autoritários, por não dar valor de fato ao conhecimento científico, costumam perseguir cientistas e deixar à míngua a pesquisa e a educação. O ambiente universitário, em particular, é visto com hostilidade por esses governantes.

No Brasil isso fica claro no governo Bolsonaro. Além de propagar pseudociência (como no caso da pandemia e das mudanças climáticas), ataca pesquisadores, universidades e órgãos governamentais cuja ação se baseia no conhecimento científico.

Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu Ricardo Galvão, professor titular aposentado do Instituto de Física da USP, ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e um dos mais renomados cientistas brasileiros.

Twitter de Ricardo Galvão: @ricardogalvaosp

A música deste episódio é "Long Road" do Futuremono.


Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts.

 

Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital.

Apoie o  e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política.

Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais! 💛💛💛💛

Há quatro formas possíveis de apoio.

  1. Valeu Demais: Fazendo uma doação pelo botão "Valeu" do vídeo no YouTube. Você determina o valor.
  2. Clube dos Canais: Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join
  3. Benfeitoria: Tornando-se assinante simbólico do #FPNS no Benfeitoria. com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao
  4. PIX: Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info


#Ciência #PolíticaCientífica #Pseudociência #SociedadeCivil #Eleições #Eleições2022 #Democracia #AnálisePolítica #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira

 





























Comentários

As mais lidas

#ForadaPolíticaNãoháSalvação

Compaixão: a ética salva, com Renato Janine Ribeiro | #112

Como destruir um pais | publicado originalmente no Valor Econômico em 07.01.2021