A Polarização Afetiva | Com Marcus André Melo | 128

As democracias experimentam um processo de polarização política cada vez mais radical. Já não se trata só da contraposição entre preferências políticas ou afiliações partidárias, mas do antagonismo de afetos.

Assim, a avaliação de governos e lideranças e o debate público ficam menos submetidos a considerações racionais e mais a sentimentos - por definição, irracionais.


 

Pesquisas na ciência política e noutras ciências sociais buscam compreender o fenômeno que ocorre no Brasil e noutras democracias, especialmente onde cresce o populismo.

Esse assunto tem sido objeto da atenção do convidado deste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação. É ele o cientista político Marcus André Melo, professor titular da Universidade Federal de Pernambuco e ex-professor visitante no MIT e na universidade de Yale.

Marcus Melo é também colunista da Folha de S. Paulo, publicando semanalmente textos de análise política fortemente ancorados no estado da arte da produção científica. Em diversas de suas últimas colunas ele tem abordado com especial atenção a questão da polarização afetiva.

Twitter de Marcus André Melo: @MAMELO

O episódio está repleto de indicações de leitura para quem desejar se aprofundar no assunto, dentre elas trabalhos de:

As músicas deste episódio são "Bicycle - Reunited", de Kevin MacLeod, e "We Could Reach", do Freedom Trail.

Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital.

Agradecemos aos novos apoiadores do Fora da Política Não há Salvação:

Mayara Leal Miranda e Webs Pe.

Apoie o  e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais  relacionados ao tema do canal: a política.

Há três formas possíveis de apoio.

#Polarização #Democracia #AnálisePolítica #Bolsonarismo #Populismo #GovernoBolsonaro #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica

 
































 

Comentários

As mais lidas

Como destruir um pais | publicado originalmente no Valor Econômico em 07.01.2021

O governo dos invertidos | publicado originalmente no Valor Econômico em 17.12.2020