A Intentona e os Militares | com Piero Leirner | 161

A intentona bolsonaresca de 8 de janeiro teve nas Forças Armadas atores centrais. País afora, instalações militares serviram de abrigo a golpistas que clamavam por um golpe de Estado.


 

Apesar dessas serem áreas de segurança sob jurisdição das Forças, golpistas acampados contaram com sua complacência e mesmo sua participação no movimento, por meio de parentes, reservistas ou até militares da ativa em trajes civis.

Depois, por ocasião do ataque às sedes dos três poderes em Brasília, o que viu foi complacência - ou até colaboração - de militares com golpistas.

A Guarda Presidencial foi dispensada na véspera dos atos pelo Gabinete de Segurança Institucional, ainda coalhado de bolsonaristas indicados pelo Gal. Augusto Heleno.


 

No QG do Exército, a polícia do DF foi impedida por soldados de prender acampados, conforme determinação do ministro do STF, Alexandre de Moraes.

No dia seguinte o presidente Lula apontou o dedo para os militares, acusando-os de passividade e afirmando que as Forças Armadas não são o "poder moderador" que pensam ser.

Como entender o papel dos militares nesse evento e no processo que lhe antecedeu? O que passa pela sua cabeça? É o caso de falar em "bolsonarismo" ou em "militarismo" como ameaça à democracia brasileira?

Para discutir tais temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Piero Leirner, antropólogo, professor da UFSCAR, pesquisador do CNPq e um dos principais estudiosos da questão militar no Brasil.

Piero Leirner é autor de recente livro sobre a atuação dos militares na cena política: "O Brasil no espectro de uma guerra híbrida", Alameda Editorial,já em 2ª edição.

O Twitter de Piero Leirner é: @pierolei


As músicas deste episódio são "First Call", "Destiny Day" e "Day of Chaos", todas de Kevin MacLeod, licenciadas de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons.

Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital.

Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar!

Apoiadores  contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios  (claro, desde  que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema  do canal: a  política.

Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação e também a todas e todos que apoiaram por meio do botãozinho do #ValeuDemais! 💛💛💛💛

Há quatro formas possíveis de apoio.

  1. Valeu Demais: Fazendo uma doação pelo botão "Valeu" do vídeo no YouTube. Você determina o valor.
  2. Clube dos Canais: Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join
  3. Benfeitoria: Fazendo uma assinatura simbólica do #FPNS no Benfeitoria.com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao
  4. PIX: Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info

#Militares #ForçasArmadas #Militarismo #Bolsonarismo #Golpismo #Autoritarismo #Democracia #AnálisePolítica #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira



























 

 

Comentários

As mais lidas

#ForadaPolíticaNãoháSalvação

Compaixão: a ética salva, com Renato Janine Ribeiro | #112